terça-feira, 11 de outubro de 2016

Vamos todos as ruas contra esse retrocesso na área da educação, saúde e políticas sociais.



"Se as novas regras da PEC da desgracença tivessem entrado em vigor há 20 anos (...) o salário mínimo em vigor no País não chegaria à metade do valor de hoje: estaria em apenas R$ 400,00, em vez dos R$ 880,00 estipulados atualmente".
No último ano de governo FHC (2002), o salário mínimo era de R$ 200. Com Lula e Dilma, o aumento real chegou a 72,75%, e foi anual, um antigo sonho dos trabalhadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário