segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Reforma da Previdência levará Professores a trabalhar no mínimo 15 anos a mais.



Pelas regras atuais, professores se aposentam cinco anos antes dos demais trabalhadores em geral. Isto ocorre porque os docentes têm direito a aposentadoria especial, para compensar o altíssimo desgaste da profissão.

Proposta do golpista Michel Temer, no entanto, visa acabar com esse direito dos professores e estabelecer a idade mínima de 65 anos para aposentadoria, para homens e mulheres. Projeto neste sentido é para ser apresentado ainda em dezembro deste ano, segundo os principais ministros do governo interino, à frente Eliseu Padilha (Casa Civil) e Henrique Meirelles (Fazenda).

Consequências ruins

Caso tal projeto seja aprovado, os educadores que hoje estão na ativa trabalharão no mínimo 15 anos a mais, sobretudo as professoras, que pelas normas em vigor podem ir para casa aos 50 anos de idade. No caso dos homens, as mudanças podem obrigá-los a ficar em sala de aula até mesmo depois de completarem 70 anos.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE - já se prepara para combater essa medida do governo. Neste sentido, sindicatos de professores em todo o país planejam amplas mobilizações para evitar que os docentes corram o risco de falecer em plena sala de aula. Afinal, a expectativa de vida em nosso país está muito próxima da idade mínima que Temer e seus ministros querem impor para os profissionais do magistério se aposentarem.




"Verás que um filho teu não foge a luta"

Resultado de imagem para Dilma no Senado

Estamos passando pela maior vergonha na história política do nosso país, onde um bando de "ratos" (Que me desculpem os animais) tentam desesperadamente salvar seus pescoços ao tirar uma Presidenta eleita pelo voto livre o soberano do povo brasileiro.  Ficou comprovado cabalmente que não existiu nenhum crime de responsabilidade, e que, o único erro que ela cometeu foi não aceitar fazer parte da quadrilha por eles formada.